Try out the interactive grid

A versão impressa da Grade permite visualizá-la integralmente, bem como por categoria.

Qualificações e experiência
Competência Linguística
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Estuda a língua-alvo no ensino superior.
      • Tem proficiência de nível B1 na língua-alvo.
    • 1.2
      • Estuda a língua-alvo no ensino superior.
      • Tem proficiência de nível B2 na língua-alvo.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Obteve um certificado oficial de nível B2 na língua-alvo e tem competências orais de nível C1.
    • 2.2
      • Obteve um certificado oficial de nível C1 na língua-alvo,
      • ou
      • obteve um diploma universitário na língua-alvo e tem um domínio comprovado do nível C1.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Obteve um certificado oficial de nível C2 na língua-alvo,
      • ou
      • obteve um diploma universitário na língua-alvo e tem um domínio comprovado do nível C2.
    • 3.2
      • Tem um diploma universitário ou um certificado oficial de nível C2, além de domínio natural da língua-alvo.
      • ou
      • tem competências ao nível de um falante nativo na língua-alvo.
Formação e Qualificação
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Está atualmente em formação inicial como professor de línguas numa escola de formação de professores, universidade ou estabelecimento de ensino privado que oferece uma qualificação reconhecida para o ensino de línguas.
    • 1.2
      • Completou parte da sua formação inicial com componentes em linguística e em metodologia, permitindo-lhe iniciar o ensino da língua-alvo, embora não tenha ainda concluído a sua formação.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Recebeu um certificado oficial, após ter completado, com sucesso, um mínimo de 60 horas num programa de formação em ensino da língua-alvo, incluindo práticas pedagógicas supervisionadas,
      • ou
      • completou um determinado número de módulos ou unidades curriculares da sua formação universitária na língua-alvo ou em didática de línguas, sem ter recebido ainda o diploma.
    • 2.2
      • Tem um diploma universitário na língua-alvo com uma componente em didática de línguas e com práticas pedagógicas supervisionadas,
      • ou
      • tem um certificado de ensino da língua-alvo (com um mínimo de 120 horas de formação) reconhecido internacionalmente.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Tem um diploma universitário em ensino da língua-alvo ou frequentou uma unidade curricular em didática da língua que incluía práticas pedagógicas supervisionadas,
      • ou
      • tem um certificado de ensino da língua-alvo (com um mínimo de 120 horas de formação) reconhecido internacionalmente,
      • e também
      • participou de, no mínimo, 100 horas de formação contínuada.
    • 3.2
      • Tem mestrado em didática de línguas estrangeiras ou linguística aplicada ou frequentou uma unidade curricular ou em didática da língua ou em linguística aplicada que incluía práticas pedagógicas supervisionadas, no caso de não as ter realizado na formação anterior,
      • ou
      • tem uma pós-graduação ou um diploma profissional em ensino de línguas (com uma duração mínima de 200 horas).
      • Recebeu formação adicional em áreas especializadas (por exemplo: ensino da língua-alvo para fins específicos, avaliação, formação de professores).
Avaliação da Prática Docente
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Está adquirindo experiência profissionalao ao ministrar partes de aulas e ao compratilhar as experiências com um colega de quem recebe feedback.
    • 1.2
      • Foi supervisionado, observado e avaliado positivamente enquanto ministrava as suas próprias aulas.
      • Realizou atividades de ensino com pequenos grupos de alunos ou com colegas de formação (microensino).
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Na formação inicial teve, pelo menos, 2 horas de práticas pedagógicas documentadas e avaliadas positivamente em, ao menos, dois níveis.
      • Na sua prática docente, foi observado durante 3 horas de aulas e recebeu feedbackpositivodocumentado.
    • 2.2
      • Na formação, teve um total de, pelo menos, 6 horas de práticas pedagógicas documentadas e avaliadas positivamente em, pelo menos, dois níveis.
      • Na sua prática docente foi observado durante 6 horas de aulas, em três ou mais níveis, recebendo um feedback positivo documentado.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Foi observado e avaliado no âmbito da sua formação e da sua prática profissional em, pelo menos, 10 horas, em diferentes níveis e com diferentes grupos de aprendizagem, tendo recebido um feedback positivo documentado.
    • 3.2
      • Foi observado e avaliado no âmbito da sua formação e da sua prática profissional em, pelo menos, 14 horas, tendo recebido um feedback documentado positivo.
      • Foi avaliado como tutor ou como orientador de professores menos experientes.
Experiência Docente
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Lecionou aulas ou partes de aulas em um ou dois níveis de ensino.
    • 1.2
      • Tem a sua própria turma (ou turmas), mas apenas tem experiência em um ou dois níveis.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Tem entre 200 e 800 horas de experiência docente documentada e não supervisionada.
      • Lecionou vários níveis.
    • 2.2
      • Tem entre 800 a 2.400 horas de experiência docente documentada em:
        - vários níveis
        - mais de um contexto de ensino / aprendizagem.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Tem entre 2.400 e 4.000 horas de experiência docente documentada em:
         - todos os níveis, exceto o C2
         - diversos contextos de ensino / aprendizagem.
    • 3.2
      • Tem cerca de 6.000 horas de experiência docente documentada.
      • Lecionou em diversos contextos de ensino / aprendizagem.
      • Tem experiência como tutor/orientador de outros docentes.
Competências-Chave em Ensino
Didática / Metodologia
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Sabe que existem diferentes teorias de aquisição da língua estrangeira e métodos de ensino.
      • Ao observar professores mais experientes, compreende por que optaram pelas técnicas e materiais que utilizam.
    • 1.2
      • Tem conhecimentos básicos das diferentes teorias de aquisição da língua estrangeira e métodos de ensino.
      • É capaz de selecionar novas técnicas e materiais pedagógicos, com o apoio dos colegas.
      • É capaz de identificar técnicas e materiais pedagógicos para diferentes contextos de ensino e aprendizagem.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Está familiarizado com diferentes teorias e métodos de aquisição e ensino/aprendizagem de línguas.
      • Está familiarizado com técnicas e materiais pedagógicos adaptados a dois ou mais níveis.
      • É capaz de reconhecer a adequação de técnicas e materiais pedagógicos para diferentes contextos de ensino.
      • É capaz de levar em conta as necessidades de grupos específicos ao escolher métodos e técnicas a utilizar.
    • 2.2
      • Conhece diferentes teorias de aquisição de língua estrangeira, estilos e estratégias de aprendizagem, bem como métodos de ensino.
      • É capaz de identificar os princípios teóricos subjacentes às técnicas e materiais pedagógicos.
      • É capaz de utilizar adequadamente uma variedade de técnicas e atividades pedagógicas.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de apresentar uma justificativa teórica para a abordagem que está utilizando e para uma grande variedade de técnicas e materiais pedagógicos.
      • É capaz de utilizar uma grande variedade de técnicas, atividades e materiais pedagógicos.
    • 3.2
      • Tem um conhecimento pormenorizado das teorias de ensino/aprendizagem de línguas e compartilha esse conhecimento com os colegas.
      • É capaz de, na sequência à observação de aulas de colegas, dar-lhes feedback prático, metodologicamente justificado, para desenvolverem as suas técnicas pedagógicas.
      • É capaz de selecionar e elaborar tarefas e materiais pedagógicos adequados a qualquer nível, para utilização por colegas.
Avaliação
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de aplicar e corrigir testes de fim de unidade do livro didático.
    • 1.2
      • É capaz de aplicar e corrigir testes formativos/sumativos (por exemplo: fim de trimestre, fim de ano letivo) desde que lhe seja disponibilizado o respectivo material.
      • É capaz de aplicar testes orais desde que lhe seja disponibilizado o respectivo material.
      • É capaz de preparar e aplicar atividades de revisão adequadas.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de realizar regularmente testes formativos/sumativos, incluindo a componente oral.
      • É capaz de identificar as áreas que os alunos devem aprofundar a partir dos resultados de testes e tarefas de avaliação.
      • É capaz de dar feedback claro sobre os pontos fortes e os pontos fracos identificados e estabelecer prioridades para o trabalho individual.
    • 2.2
      • É capaz de selecionar e aplicar atividades de avaliação regulares para verificar os progressos realizados pelos alunos no âmbito da língua e das competências comunicativas.
      • É capaz de utilizar um código de correção oficial para identificar diferentes tipos de erros em produções escritas, a fim de aumentar a consciência linguística dos alunos.
      • É capaz de preparar e coordenar testes de nivelamento.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de conceber materiais e tarefas para a avaliação do progresso (oral e escrito) dos alunos.
      • É capaz de utilizar gravações de vídeo de interações dos alunos a fim de os ajudá-los a reconhecer os seus pontos fortes e fracos.
      • É capaz de aplicar os descritores do QECRL para avaliar de forma confiável as competências orais e escritas dos alunos.
    • 3.2
      • É capaz de conceber tarefas de avaliação para o conjunto das competências e conhecimentos linguísticos em qualquer nível.
      • É capaz de aplicar os descritores do QECRL para avaliar de forma confiável as competências orais e escritas dos alunos em todos os níveis e ajudar os colegas menos experientes a fazê-lo.
      • É capaz de criar testes formais válidos para determinar com fiabilidade se os estudantes alcançaram um determinado nível do QECRL.
      • É capaz de liderar treinamentos de padronização sobre o QECRL.
Planejamento de Aulas e de Cursos
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de encadear uma série de atividades em um plano de aula, quando lhe são disponibilizados os respectivos materiais.
    • 1.2
      • É capaz de encontrar atividades destinadas a completar as propostas no livro didático.
      • É capaz de assegurar a coerência entre aulas, ao considerar os resultados de aulas anteriores no planejamento das seguintes.
      • É capaz de adaptar planos de aulas, levando em conta as aquisições de seus alunos e as dificuldades de aprendizagem observadas.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de utilizar currículos ou diretrizes curriculares para preparar planos de aula equilibrados que respondam às necessidades do grupo.
      • É capaz de planejar as fases e a sua duração em função de diferentes objetivos.
      • É capaz de comparar as diferentes necessidades dos alunos e considerá-las na definição de objetivos principais e secundários das suas aulas.
    • 2.2
      • É capaz de planejar uma unidade didática ou parte de uma unidade, levando em consideração as necessidades de diferentes alunos e os materiais pedagógicos disponíveis.
      • É capaz de elaborar tarefas para tirar partido do potencial linguístico e comunicativo dos materiais pedagógicos.
      • É capaz de elaborar tarefas para responder às necessidades individuais dos alunos, bem como aos objetivos da unidade didática.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de realizar uma análise exaustiva das necessidades e usá-la para desenvolver um programa de curso detalhado e equilibrado, que inclua atidades de consolidação e de revisão.
      • É capaz de elaborar diferentes tarefas com base nos mesmos materiais para alunos de diferentes níveis.
      • É capaz de utilizar a análise das dificuldades dos alunos para decidir medidas a implementar nas aulas seguintes.
    • 3.2
      • É capaz de conceber programas específicos para diferentes contextos que integrem conteúdos linguísticos e comunicativos próprios da temática em estudo.
      • É capaz de orientar os colegas na identificação e integração das diferentes necessidades individuais dos alunos na elaboração de unidades didáticas e na preparação de aulas.
      • É capaz de assumir a responsabilidade de rever o currículo e os programas de diferentes cursos.
Interação e Gestão das Aulas
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de, quando apoiado, dar instruções claras e organizar uma atividade.
    • 1.2
      • É capaz de controlar a interação professor-aluno.
      • É capaz de alternar entre as fases plenárias, o trabalho em duplas ou de grupo de dar instruções claras.
      • Com base nas atividades previstas no livro didático, é capaz de integrar os alunos no trabalho de duplas e de grupos.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de organizar ou gerir trabalhos de grupo e/ou de duplas de forma eficaz e retomar o trabalho com o grupo-turma.
      • É capaz de acompanhar as atividades individuais e/ou de grupo.
      • É capaz de dar feedback preciso.
    • 2.2
      • É capaz de criar uma sequência variada e equilibrada de trabalho da turma, de grupo e de duplas a fim de cumprir os objetivos da aula.
      • É capaz de organizar atividades de aprendizagem por tarefas.
      • É capaz de acompanhar de forma eficaz o desempenho dos alunos.
      • É capaz de fornecer e obter feedback preciso.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de implementar aprendizagem por tarefas, em que os grupos de alunos realizem diferentes atividades simultaneamente.
      • É capaz de monitorizar os desempenhos individuais e de grupo de forma rigorosa e exaustiva.
      • É capaz de fornecer e obter feedback individual de diversas formas.
      • É capaz de utilizar com eficácia as suas observações e feedback para elaborar as atividades subsequentes.
    • 3.2
      • É capaz de organizar, acompanhar e apoiar grupos e indivíduos de diferentes níveis que realizam tarefas distintas na mesma sala de aula.
      • É capaz de utilizar uma grande variedade de técnicas para fornecer e obter feedback.
Competências Transversais
Competência Intercultural
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Compreende que a relação entre língua e cultura é um fator importante no ensino/aprendizagem de línguas.
    • 1.2
      • Sabe da relevância dos aspetos culturais no ensino.
      • É capaz de sensibilizar os alunos para as diferenças de comportamento culturais e tradições.
      • É capaz de criar um clima de tolerância e compreensão mútua nas turmas em que existe diversidade social e cultural.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Compreende e leva em consideração os pontos de vista estereotipados mais comuns.
      • É capaz de desenvolver,graças à sua própria sensibilidade, os conhecimentos dos alunos em termos de comportamentos culturais, como por exemplo, normas de cortesia, linguagem corporal, etc.
      • É capaz de reconhecer a importância de evitar problemas interculturais na sala de aula e de promover a inclusão e o respeito mútuo.
    • 2.2
      • É capaz de ajudar os alunos a analisar preconceitos e pontos de vista estereotipados.
      • É capaz de integrar nas aulas aspectos-chave das diferenças de comportamentos interculturais (por exemplo, normas de cortesia, linguagem corporal, etc.).
      • É capaz de selecionar materiais adaptados ao horizonte cultural dos alunos e ainda ampliá-lo com atividades adequadas ao grupo.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de utilizar a pesquisa na internet, materiais de projetos ou de apresentações para expandir a sua própria compreensão de questões interculturais bem como a dos alunos.
      • É capaz de desenvolver nos alunos as capacidades de análise e de debate sobre as semelhanças e as diferenças sociais e culturais.
      • É capaz de antecipar e gerir com eficácia temas interculturalmente sensíveis.
    • 3.2
      • É capaz de utilizar o seu conhecimento aprofundado sobre questões interculturais, quando adequado, para ajudar colegas menos experientes.
      • É capaz de desenvolver a capacidade dos colegas em lidar com aspectos culturais, sugerindo técnicas para resolver os incidentes que possam surgir.
      • É capaz de criar atividades interculturais, tarefas e materiais para uso próprio e dos seus colegas e de obter feedback sobre os mesmos.
Consciência Linguística
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de utilizar dicionários, gramáticas, etc., como obras de referência.
      • É capaz de responder a questões simples sobre a língua, frequentemente colocadas nos níveis que leciona.
    • 1.2
      • É capaz de dar exemplos de formas e usos corretos da língua adaptados a alunos dos níveis A1-B1.
      • É capaz de responder a questões sobre a língua-alvo que, não sendo necessariamente exaustivas, são adequadas a alunos dos níveis A1 a B1.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de dar exemplos de formas e usos corretos da língua adequados ao nível dos alunos, exceto em níveis avançados (C1-2).
      • É capaz de dar resposta a pedidos de informação sobre a língua-alvo de forma adequada às competências dos alunos, exceto em níveis avançados (C1-2).
    • 2.2
      • É capaz de dar exemplos de formas e usos corretos da língua adequados a qualquer nível, exceto em C2, e em quase todas as situações.
      • É capaz de reconhecer e compreender problemas linguísticos dos alunos.
      • É capaz de responder a questões sobre a língua-alvo adequadas às competências dos alunos, exceto no nível C2.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de selecionar e apresentar exemplos de formas e usos da língua adequados a todos os níveis e em quase todas as situações.
      • É capaz de responder a quase todas as questões sobre a língua-alvo de forma completa e precisa e de dar explicações claras.
      • É capaz de utilizar uma variedade de técnicas para ajudar os alunos a resolverem por si próprios as suas dúvidas e a corrigirem os seus erros.
    • 3.2
      • É capaz de responder sempre de forma completa e precisa a questões dos alunos sobre aspetos da língua e dos seus usos.
      • É capaz de explicar diferenças sutis de forma, sentido e uso nos níveis C1 e C2.
Competências Digitais
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de utilizar programas de edição de texto para a elaboração de uma folha de trabalho, seguindo convenções padronizadas.
      • É capaz de pesquisar recursos com potencial didático na internet.
      • É capaz de baixar materiais da internet.
    • 1.2
      • É capaz de servir-se de textos, imagens, gráficos, etc. que baixa da internet para as suas aulas.
      • É capaz de organizar de forma coerente arquivos eletrônicos em pastas no computador.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de utilizar uma variedade de softwares (Windows/Mac), incluindo leitores multimédia.
      • É capaz de recomendar recursos on-line adequados, tanto a alunos como a colegas.
      • É capaz de utilizar um projetor quando as aulas incluem o recurso à internet, a um DVD, etc.
    • 2.2
      • É capaz de atribuir e orientar trabalhos on-line destinados aos alunos.
      • É capaz de utilizar softwares de tratamento de imagem, vídeo e som.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de ensinar os alunos a escolher e utilizar exercícios on-line adequados às suas necessidades individuais.
      • É capaz de editar e adaptar arquivos de som e de vídeo.
      • É capaz de ensinar os seus colegas a utilizarem novos equipamentos e softwares.
      • É capaz de coordenar trabalhos de projeto, recorrendo a suportes digitais (câmara de vídeo, internet, redes sociais, etc.).
      • É capaz de solucionar a maior parte dos problemas técnicos do equipamento informático da sala de aula.
    • 3.2
      • É capaz de ensinar os alunos a utilizar com eficácia quaisquer suportes digitais disponíveis na sala de aula (quadros interativos, smartphones, tablets, etc.) para a aprendizagem de línguas.
      • É capaz de ensinar os colegas a utilizar suportes digitais e recursos disponíveis na internet.
      • É capaz de conceber módulos de formação semipresencial (blended-learning), utlizando um sistema de gestão da aprendizagem, por exemplo, a plataforma Moodle.
Profissionalização
Atuação Profissional
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Procura obter feedback sobre as suas práticas de ensino e o seu trabalho.
      • Procura obter apoio através de colegas e de manuais.
    • 1.2
      • Atua em conformidade com a missão e o regulamento da instituição.
      • Articula com outros professores no que diz respeito aos alunos e à preparação das aulas.
      • Ajusta a sua ação, levando em conta o feedback da observação de aulas pelo orientador.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Aproveita oportunidades para ensinar em conjunto com colegas (em equipe), a um ou dois níveis.
      • Ajusta a sua ação, levando em conta o feedback de colegas após observação das suas aulas.
      • Contribui para o desenvolvimento da instituição e reage positivamente a mudanças e aos desafios da instituição.
    • 2.2
      • Aproveita oportunidades para ser observado por superiores e colegas e obter feedback sobre a sua prática pedagógica.
      • Prepara-se e participa ativamente em atividades de desenvolvimento profissional.
      • Participa ativamente do desenvolvimento da instituição e do seu sistema educativo e administrativo.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Orienta os colegas menos experientes.
      • Conduz sessões de formação e treinamento com o apoio de um colega ou quando os materiais lhe são fornecidos.
      • Observa colegas, fornecendo feedback útil.
      • Quando tem oportunidade, assume a responsabilidade por projetos relacionados com o desenvolvimento da instituição.
    • 3.2
      • Cria módulos de formação para professores menos experientes.
      • Realiza cursos de formação para professores.
      • Observa e avalia colegas em qualquer nível de ensino.
      • Organiza sessões de observação mútua de aulas para os colegas.
Gestão Administrativa
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Realiza tarefas de rotina como listas de presença, recolha/distribuição de materiais aos alunos.
    • 1.2
      • Entrega os planos de aula, planejamentos e outros documentos administrativos dentro dos prazos estabelecidos.
      • Corrige exercícios e testes de avaliação de forma eficaz.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Corrige testes de avaliação e reune informações sobre os desempenho dos alunos de forma eficiente.
      • Mantém os registros das aulas organizados.
      • Entrega documentos e feedback dentros dos prazos estabelecidos.
    • 2.2
      • Executa tarefas administrativas eficientemente.
      • Antecipa tarefas previsíveis ainda que pouco frequentes e completa-as em tempo útil.
      • Gere as questões dos alunos, as suas dúvidas e dificuldades de forma adequada.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Coordena tarefas administrativas com terceiros. Compila informações e elabora relatórios, pareceres, etc. quando lhe são solicitados.
      • Assume a responsabilidade de determinadas tarefas administrativas, tais como a organização de reuniões de professores, recolha, análise e apresentação de dados sobre o balanço de fim de curso, etc.
    • 3.2
      • Atua como coordenador de curso, se solicitado.

      • Assegura a ligação com os serviços administrativos, associação de pais, entre outros setores do estabelecimento de ensino, se necessário.

      • Contribui ativamente para a elaboração ou revisão dos procedimentos administrativos.

Faça o download da grade

A grade, o glossário e o guia de utilização podem ser baixados nos idiomas de sua escolha.

  • Ldioma de documentos adicionais

O GUIA DE UTILIZAÇÃO

O guia de utilização fornece exemplos de como cada tipo de usuário pode usar a grade EPG.