Try out the interactive grid

The print version of the Grid allows you to view it in its entirety as well as by category.

Formação e Qualificações
Competência Linguística
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Está a estudar a língua-alvo no ensino superior.
      • Tem proficiência de nível B1 na língua-alvo.
    • 1.2
      • Está a estudar a língua-alvo no ensino superior.
      • Tem proficiência de nível B2 na língua-alvo.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Obteve um diploma oficial de nível B2 na língua-alvo e tem competências orais de nível C1.
    • 2.2
      • Obteve um certificado oficial de nível C1 na língua-alvo,
      • ou:
      • obteve um diploma universitário na língua-alvo e um domínio comprovado do nível C1.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Obteve um certificado oficial de nível C2 na língua-alvo,
      • ou:
      • obteve um diploma universitário na língua-alvo e um domínio comprovado do nível C2.
    • 3.2
      • Tem um diploma universitário ou um certificado oficial de nível C2, além de um domínio natural da língua-alvo.
      • ou:
      • tem competências ao nível de um falante nativo na língua-alvo.
Educação e Formação
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Está a fazer formação inicial como professor de língua numa escola de formação de professores, universidade ou estabelecimento de ensino privado que oferece uma qualificação reconhecida no ensino de línguas.
    • 1.2
      • Completou parte da sua formação inicial com componentes em linguística e em metodologia permitindo-lhe iniciar o ensino da língua-alvo, embora não tenha ainda obtido um certificado em ensino.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Recebeu um certificado oficial, após ter completado, com sucesso, um mínimo de 60 horas num programa de formação em ensino da língua-alvo, incluindo práticas pedagógicas supervisionadas,
      • ou:
      • completou um determinado número de módulos ou unidades curriculares da sua formação universitária na língua-alvo ou em didática de línguas sem ter recebido ainda o diploma.
    • 2.2
      • Tem um diploma universitário na língua-alvo com uma componente em didática de línguas e com práticas pedagógicas supervisionadas,
      • ou:
      • tem um certificado em ensino da língua-alvo (com um mínimo de 120 horas de formação) reconhecido internacionalmente.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Tem um diploma universitário em ensino da língua-alvo ou frequentou uma unidade curricular em didática da língua que inclua práticas pedagógicas supervisionadas,
      • ou:
      • tem um certificado em ensino da língua-alvo (com um mínimo de 120 horas de formação) reconhecido internacionalmente,
      • e também:
      • participou, no mínimo, em 100 horas de formação contínua.
    • 3.2
      • Tem um mestrado em ensino da língua-alvo ou frequentou uma unidade curricular em didática da língua ou em linguística aplicada que inclua práticas pedagógicas supervisionadas, no caso de não as ter realizado na formação anterior,
      • ou:
      • tem uma pós-graduação ou um diploma profissional em ensino de línguas (com uma duração mínima de 200 horas).
      • Recebeu formação adicional em áreas especializadas (por exemplo: ensino da língua-alvo para fins específicos, avaliação, formação de professores).
Avaliação da Prática Docente
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Está a adquir experiência profissional através da lecionação de partes de aulas e da partilha de experiências com um colega de quem recebe feedback.
    • 1.2
      • Foi supervisionado, observado e avaliado positivamente enquanto lecionava as suas próprias aulas.
      • Realizou atividades de ensino com pequenos grupos de alunos ou com colegas de formação ("microensino").
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Na formação inicial teve, pelo menos, 2 horas de práticas pedagógicas documentadas e avaliadas positivamente em, pelo menos, dois níveis.
      • Na sua prática docente, foi observado durante 3 horas de aulas e recebeu feedback documentado positivo.
    • 2.2
      • Na formação, teve um total de, pelo menos, 6 horas de práticas pedagógicas documentadas e avaliadas positivamente em, pelo menos, dois níveis.
      • Na sua prática docente foi observado durante 6 horas de aulas, em três ou mais níveis, recebendo um feedback documentado positivo.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Foi observado e avaliado no âmbito da sua formação e da sua prática profissional em, pelo menos, 10 horas, em diferentes níveis e com diferentes tipos de alunos, tendo recebido um feedback documentado positivo.
    • 3.2
      • Foi observado e avaliado no âmbito da sua formação e da sua prática profissional em, pelo menos, 14 horas, tendo recebido um feedback documentado positivo.
      • Foi avaliado como tutor ou orientador de professores menos experientes.
Experiência Docente
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Lecionou aulas ou partes de aulas em um ou dois níveis de ensino.
    • 1.2
      • Tem a sua própria turma (ou turmas), mas apenas tem experiência em um ou dois níveis.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Tem entre 200 e 800 horas de experiência docente documentada e não supervisionada.
      • Lecionou vários níveis.
    • 2.2
      • Tem entre 800 a 2.400 horas de experiência docente documentada em:
        - vários níveis
        - mais de um contexto de ensino / aprendizagem.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Tem entre 2.400 e 4.000 horas de experiência docente documentada em:
         - todos os níveis, excepto o C2
         - diferentes contextos de ensino / aprendizagem.
    • 3.2
      • Tem cerca de 6.000 horas de experiência docente documentada.
      • Lecionou em diversos contextos de ensino / aprendizagem.
      • Tem experiência como tutor/orientador de outros docentes.
Competências Chave em Ensino
Metodologia: Conhecimento e Competências
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Está a aprender sobre diferentes teorias e métodos de aprendizagem de línguas.
      • Ao observar professores mais experientes, compreende por que optaram pelas técnicas e materiais que utilizam.
    • 1.2
      • Tem conhecimentos básicos das diferentes teorias e métodos de aprendizagem de línguas.
      • cÉ capaz de selecionar novas técnicas e materiais pedagógicos, com o apoio dos colegas.
      • É capaz de identificar técnicas e materiais pedagógicos para diferentes contextos de ensino e aprendizagem.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Está familiarizado com diferentes teorias e métodos de ensino/aprendizagem de línguas.
      • Está familiarizado com técnicas e materiais pedagógicos adaptados a dois ou mais níveis.
      • De um ponto de vista prático, é capaz de avaliar a adequação das técnicas e materiais pedagógicos para diferentes contextos de ensino.
      • É capaz de ter em conta as necessidades de grupos específicos ao escolher métodos e técnicas a utilizar.
    • 2.2
      • Conhece bem teorias e métodos de aprendizagem de línguas, estilos e estratégias de aprendizagem.
      • É capaz de identificar os princípios teóricos subjacentes às técnicas e materiais pedagógicos.
      • É capaz de utilizar adequadamente uma variedade de técnicas e atividades de ensino/materiais pedagógicos.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de apresentar uma justificação teórica para a abordagem que está a ser utilizada e para uma grande variedade de técnicas e materiais pedagógicos.
      • É capaz de utilizar uma grande variedade de técnicas, atividades e materiais pedagógicos.
    • 3.2
      • Tem um conhecimento pormenorizado das teorias de ensino / aprendizagem de línguas e partilha esse conhecimento com os colegas.
      • É capaz de, na sequência de observação de aulas de colegas, dar-lhes feedback prático, metodologicamente justificado, para desenvolverem as suas técnicas pedagógicas.
      • É capaz de selecionar e elaborar tarefas e materiais pedagógicos adequados a qualquer nível, para utilização dos colegas.
Avaliação
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de aplicar e corrigir testes de fim de unidade do manual. can conduct and mark end of unit tests from the course book.
    • 1.2
      • É capaz de aplicar e corrigir testes formativos/sumativos (por exemplo: fim de trimestre, fim de ano letivo) desde que lhe seja facultado o respetivo material.
      • É capaz de aplicar testes orais desde que lhe seja facultado o respetivo material.
      • É capaz de preparar e aplicar atividades de revisão adequadas.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de realizar regularmente testes formativos/sumativos, incluindo a componente oral.
      • É capaz de identificar as áreas que os alunos devem aprofundar a partir dos resultados de testes e tarefas de avaliação.
      • É capaz de dar feedback claro sobre os pontos fortes e os pontos fracos identificados e estabelecer prioridades para o trabalho individual.
    • 2.2
      • É capaz de selecionar e aplicar atividades de avaliação regulares para verificar os progressos realizados pelos alunos no âmbito da língua e das competências comunicativas.
      • É capaz de utilizar um código de correção previamente acordado para identificar diferentes tipos de erros em produções escritas, a fim de aumentar a consciência linguística dos alunos.
      • É capaz de preparar e coordenar testes de nível.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de conceber materiais e tarefas para a avaliação do progresso (oral e escrito) dos alunos.
      • É capaz de utilizar gravações de vídeo de interações dos alunos, a fim de os ajudar a reconhecer os seus pontos fortes e fracos.
      • É capaz de aplicar os descritores do QECRL para avaliar de forma fiável as competências orais e escritas dos alunos.
    • 3.2
      • É capaz de conceber tarefas de avaliação para o conjunto das competências e conhecimentos linguísticos em qualquer nível.
      • É capaz de aplicar os descritores do QECRL para avaliar de forma fiável as competências orais e escritas dos alunos em todos os níveis e ajudar os colegas menos experientes a fazê-lo.
      • É capaz de criar testes formais válidos para determinar com fiabilidade se os estudantes alcançaram um determinado nível do QECRL.
      • É capaz de orientar sessões de estandardização sobre o QECRL.
Planificação de Aulas e de Cursos
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de encadear uma série de atividades num plano de aula, quando lhe são facultados os materiais.
    • 1.2
      • É capaz de encontrar atividades destinadas a completar as propostas no manual.
      • É capaz de assegurar a coerência entre aulas, tendo em conta os resultados de aulas anteriores no planeamento das seguintes.
      • É capaz de adaptar planos de aulas, tendo em conta as aquisições e as dificuldades de aprendizagem.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de utilizar um programa e materiais específicos para preparar planos de aula equilibrados que respondam às necessidades do grupo.
      • É capaz de planificar as fases e os tempos de aula em função de diferentes objetivos.
      • É capaz de comparar diferentes necessidades dos alunos e tê-las em conta na definição de objetivos principais e secundários das suas aulas.
    • 2.2
      • É capaz de planear uma unidade didática ou parte de uma unidade, tendo em conta as necessidades de diferentes alunos e os materiais pedagógicos disponíveis.
      • É capaz de elaborar tarefas para tirar partido do potencial linguístico e comunicativo dos materiais pedagógicos.
      • É capaz de elaborar tarefas para responder às necessidades individuais dos alunos, bem como aos objetivos da unidade didática.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de proceder a uma análise exaustiva das necessidades e usá-la para desenvolver um programa de curso detalhado e equilibrado, que inclua atidades de consolidação e de revisão.
      • É capaz de elaborar diferentes tarefas com base nos mesmos materiais para alunos de diferentes níveis.
      • É capaz de utilizar a análise das dificuldades dos alunos para decidir medidas a implementar nas aulas seguintes.
    • 3.2
      • É capaz de conceber programas específicos para diferentes contextos que integrem conteúdos linguísticos e comunicativos próprios da temática em estudo.
      • É capaz de orientar os colegas na identificação e integração das diferentes necessidades individuais dos alunos na elaboração de unidades didáticas e na preparação de aulas.
      • É capaz de assumir a responsabilidade de rever o currículo e os programas de diferentes cursos.
Interação e Gestão das Aulas
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de, quando apoiado, dar instruções claras e organizar uma atividade.
    • 1.2
      • É capaz de gerir as interações na aula.
      • É capaz de alternar entre ensino à turma, trabalho de grupo ou de pares, dando instruções claras.
      • É capaz de envolver os alunos em trabalhos de grupo e/ou de pares, com base em atividades propostas num manual escolar.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de organizar ou gerir trabalhos de grupo e/ou de pares de forma eficaz e retomar o trabalho com o grupo-turma.
      • É capaz de acompanhar as atividades individuais e/ou de grupo.
      • É capaz de dar feedback preciso.
    • 2.2
      • É capaz de criar uma sequência variada e equilibrada de trabalho da turma, de grupo e de pares a fim de cumprir os objetivos da aula.
      • É capaz de organizar atividades de aprendizagem por tarefas.
      • É capaz de acompanhar de forma eficaz o desempenho dos alunos.
      • É capaz de fornecer e obter feedback preciso.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de implementar aprendizagem por tarefas, em que os grupos de alunos realizem diferentes atividades em simultâneo.
      • É capaz de monitorizar os desempenhos individuais e de grupo de forma rigorosa e exaustiva.
      • É capaz de fornecer e obter feedback individual de diversas formas.
      • É capaz de utilizar eficazmente as suas observações e feedback para elaborar as atividades subsequentes.
    • 3.2
      • É capaz de organizar, acompanhar e apoiar grupos e indivíduos de diferentes níveis que realizam tarefas distintas na mesma sala de aula.
      • É capaz de utilizar uma grande variedade de técnicas para fornecer e obter feedback.
Competências Transversais
Competência Intercultural
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Compreende que a relação entre língua e cultura é um fator importante no ensino / aprendizagem de línguas. understands that the relationship between language and culture is an important factor in language teaching and learning.
    • 1.2
      • Está a aprender sobre a relevância dos aspetos culturais no ensino.
      • É capaz de sensibilizar os alunos para as diferenças de comportamento cultural e tradições.
      • É capaz de criar um clima de tolerância e compreensão mútua nas turmas em que existe diversidade social e cultural.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Compreende e tem em conta os pontos de vista estereotipados mais comuns.
      • É capaz de desenvolver, graças à sua própria sensibilidade, os conhecimentos dos alunos em termos de comportamentos culturais, como, por exemplo, normas de cortesia, linguagem corporal, etc.
      • É capaz de reconhecer a importância de evitar problemas interculturais na sala de aula e promover a inclusão e o respeito mútuo.
    • 2.2
      • É capaz de ajudar os alunos a analisar preconceitos e pontos de vista estereotipados.
      • É capaz de integrar nas aulas aspetos chave das diferenças de comportamentos interculturais (por exemplo, normas de cortesia, linguagem corporal, etc.).
      • É capaz de selecionar materiais adaptados ao horizonte cultural dos alunos e ainda alargá-lo com atividades adequadas ao grupo.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de utilizar a pesquisa na Internet, projetos e apresentações para expandir a sua própria compreensão das questões interculturais bem como a dos alunos.
      • É capaz de desenvolver nos alunos as capacidades de análise e de debate sobre as semelhanças e as diferenças sociais e culturais.
      • É capaz de antecipar e gerir eficazmente temas interculturalmente sensíveis.
    • 3.2
      • É capaz de utilizar o seu conhecimento aprofundado de questões interculturais, quando seja adequado ajudar colegas menos experientes.
      • É capaz de desenvolver a capacidade dos colegas em lidar com aspetos culturais, sugerindo técnicas para resolver os incidentes que possam surgir.
      • É capaz de criar atividades interculturais, tarefas e materiais para uso próprio e dos seus colegas e de obter feedback sobre os mesmos.
Consciência Linguística
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de utilizar dicionários, gramáticas, etc., como obras de referência.
      • É capaz de responder a questões simples sobre a língua, frequentemente colocadas nos níveis que leciona.
    • 1.2
      • É capaz de dar exemplos de formas e usos corretos da língua adaptados a alunos dos níveis A1-B1.
      • É capaz de responder a questões sobre a língua-alvo que, não sendo necessariamente exaustivas, são adequadas a alunos dos níveis A1 a B1.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de dar exemplos de formas e usos corretos da língua adequados ao nível dos alunos, exceto em níveis avançados (C1-2).
      • É capaz de dar resposta a pedidos de informação sobre a língua-alvo de forma adequada às competências dos alunos, exceto em níveis avançados (C1-2).
    • 2.2
      • É capaz de dar exemplos de formas e usos corretos da língua adequados a qualquer nível, exceto em C2, e em quase todas as situações.
      • É capaz de reconhecer e compreender problemas linguísticos dos alunos.
      • É capaz de responder a questões sobre a língua-alvo adequadas às competências dos alunos, exceto no nível C2.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de selecionar e apresentar exemplos de formas e usos da língua adequados a todos os níveis e em quase todas as situações.
      • É capaz de responder a quase todas as questões sobre a língua-alvo de forma completa e precisa e dar explicações claras.
      • É capaz de utilizar uma variedade de técnicas para ajudar os alunos a resolverem por si próprios as suas dúvidas e a corrigirem os seus erros..
    • 3.2
      • É capaz de responder sempre de forma completa e precisa a questões dos alunos sobre aspetos da língua e dos seus usos.
      • É capaz de explicar diferenças subtis de forma, sentido e uso nos níveis C1 e C2.
Competências Digitais
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • É capaz de utilizar programas informáticos de tratamento de texto para a elaboração de uma ficha de trabalho, seguindo convenções estandardizadas.

      • É capaz de pesquisar recursos com potencial didático na Internet.

      • É capaz de descarregar recursos provenientes da Internet.

    • 1.2
      • É capaz de se servir de textos, imagens, gráficos, etc. que descarrega da internet para as suas aulas.
      • É capaz de organizar de forma coerente ficheiros informáticos em pastas no computador.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • É capaz de utilizar uma variedade de programas informáticos (Windows/Mac), incluindo leitores multimédia.
      • É capaz de recomendar recursos em linha adequados, tanto a alunos como a colegas.
      • É capaz de utilizar um videoprojetor quando as aulas incluem o recurso à Internet, a um DVD, etc.
    • 2.2
      • É capaz de atribuir e orientar trabalhos em linha destinados aos alunos.s.
      • É capaz de utilizar programas informáticos de tratamento de imagem, vídeo e som.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • É capaz de ensinar os alunos a escolher e utilizar exercícios em linha adequados às suas necessidades individuais.
      • É capaz de editar e adaptar ficheiros de som e de vídeo.
      • É capaz de ensinar os seus colegas a utilizar novos equipamentos e programas informáticos.
      • É capaz de coordenar trabalhos de projeto, recorrendo a suportes digitais (câmara de vídeo, Internet, redes sociais, etc.).
      • É capaz de solucionar a maior parte dos problemas técnicos do equipamento informático da sala de aula.
    • 3.2
      • É capaz de ensinar os alunos a utilizar eficazmente quaisquer suportes digitais disponíveis na sala de aula (quadros interativos, smartphones, tabletes, etc.) para a aprendizagem de línguas.
      • É capaz de ensinar os colegas a utilizar suportes digitais e recursos disponíveis na Internet.
      • É capaz de conceber módulos de formação semipresencial (b-learning), utlizando um sistema de gestão da aprendizagem, por exemplo, a plataforma Moodle.
Profissionalismo
Conduta Profissional
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Procura obter feedback sobre as suas práticas de ensino e o seu trabalho.
      • Procura obter apoio através de colegas e de manuais.
    • 1.2
      • Atua em conformidade com a missão e o regulamento da instituição.
      • Articula com outros professores no que respeita aos alunos e à preparação das aulas.
      • Ajusta a sua ação, tendo em conta o feedback da observação de aulas pelo orientador.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Aproveita oportunidades para ensinar a um ou dois níveis em conjunto com colegas.
      • Ajusta a sua ação, tendo em conta feedback de colegas após observação das suas aulas.
      • Contribui para o desenvolvimento da instituição e reage positivamente à mudança e aos desafios no seio da instituição.
    • 2.2
      • Aproveita oportunidades para ser observado por responsáveis e colegas e obter feedback sobre a sua prática pedagógica.
      • Prepara-se e participa ativamente em atividades de desenvolvimento profissional.
      • Participa ativamente no desenvolvimento da instituição e do seu sistemas educativo e administrativo.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Orienta os colegas menos experientes.
      • Conduz sessões de formação com o apoio de um colega ou quando os materiais lhe são fornecidos.
      • Observa colegas, fornecendo feedback útil.
      • Quando tem oportunidade, assume a responsabilidade por projetos relacionados com o desenvolvimento da instituição.
    • 3.2
      • Cria módulos de formação para professores menos experientes.
      • Realiza sessões de formação para professores.
      • Observa e avalia colegas em qualquer nível de ensino.
      • Organiza sessões de observação mútua de aulas para os colegas.
Gestão Administrativa
  • Development Phase 1
    • 1.1
      • Realiza tarefas de rotina como listas de presença, recolha/ distribuição de materiais aos alunos. completes routine tasks like taking the attendance register, giving out/ collecting/returning materials.
    • 1.2
      • Entrega as planificações e outros documentos administrativos dentro dos prazos estabelecidos.
      • Corrige exercícios e testes de avaliação de forma eficaz.
  • Development Phase 2
    • 2.1
      • Corrige testes de avaliação e elabora informações sobre os desempenho dos alunos de forma eficiente.
      • Mantém registos das aulas organizados.
      • Entrega documentos e feedback dentros dos prazos estabelecidos.
    • 2.2
      • Executa tarefas administrativas eficientemente.
      • Antecipa tarefas previsíveis ainda que pouco frequentes e completa-as em tempo útil.
      • Gere questões dos alunos, os seus pedidos de informação e dificuldades de forma adequada.
  • Development Phase 3
    • 3.1
      • Coordena tarefas administrativas com terceiros. Compila informações e elabora relatórios, pareceres, etc. quando lhe são solicitados.
      • Assume a responsabilidade de determinadas tarefas administrativas, tais como a organização de reuniões de professores, recolha, análise e apresentação de dados sobre o balanço de fim de curso, etc.
    • 3.2
      • Atua como coordenador de curso, se solicitado.
      • Assegura a ligação com os serviços administrativos, associação de pais, entre outros setores do estabelecimento de ensino, se necessário.
      • Contribui ativamente para a elaboração ou revisão dos procedimentos administrativos.

Download the grid

The European Profiling Grid, the Glossary and the User guide can be downloaded in the languages of your choice.

  • Language of additional documents

The user guide

The user guide provides examples of how each type of user might use the Grid.